Adaptação - As Vantagens de Ser Invisível


Olá, pessoal!

Hoje trago a vocês a adaptação literária de As Vantagens de Ser Invisível. O filme cativou muitas pessoas e através dele alguns começaram a migrar para a Literatura, o que, claro, é uma ótima notícia!

O livro foi lançado em 1.999 e é a obra de estreia na Literatura do roteirista norte-americano Stephen Chbosky. Houve muita aceitação por parte do público local, até que foi traduzido para o português brasileiro.

Pude conversar com pessoas que acharam este livro o melhor que já leram, e em especial Bruna Santana, que vai nos contar um pouco da experiência. O caso dela é o mesmo que foi dito acima: fã de filmes, mas nem tanto de Literatura, após assistir As Vantagens de Ser Invisível (2.012) descobriu a história e foi atrás do livro. A partir daí, tornou-se leitora compulsiva!







"As Vantagens de Ser Invisível" é como A Cabana ou algumas dessas histórias cheias de reflexões. Pude me identificar bastante em vários pontos isolados da trama e também do contexto geral".

Segundo Bruna, a adaptação foi bem feita, e vale o orçamento gasto (US$ 13 milhões), porém não tem nem de longe a mesma intenção do livro. Por ser um livro muito metafórico, as reflexões são frequentes e não é fácil passar isso para as telonas. Talvez pelo fato da distração, enquanto que no livro ou você lê ou não lê, não há meio termo, como admirar a beleza da atriz sem se importar com o que ela está falando.


"Sabe quando você não quer dormir, comer, nem falar com ninguém por ansiedade pela história? Além de tudo isso, o livro me deixou curiosa com 'qual a próxima parte que eu vou me identificar?' A experiência é ótima!"

O filme é emocionante sim, mas no livro há tanta riqueza que o leitor passa a ter uma visão diferente do contexto geral. O que se pode concluir disso é que vale tanto o filme quanto a leitura do livro, desde que haja a consciência de que o livro é bem mais detalhado e preciso, contra a superficialidade do filme embora também tenha sua riqueza.
7

lançamentos - Grupo Editorial Record


A cantora Miranda Daniels está fazendo um sucesso literalmente de matar nas casas de show do Texas. Seu produtor e uma das integrantes de sua banda foram assassinados, e seu agente está desaparecido. Para piorar, sua fita demo, que deveria ser enviada a uma grande gravadora para o fechamento de um contrato milionário, também sumiu. Agora, cabe ao detetive particular apreciador de tequila e mestre de tai chi chuan Tres Navarre desvendar esse mistério e proteger Miranda das armadilhas da indústria musical, antes que haja novas vítimas.






O novo livro do mais original e criativo ficcionista brasileiro. O romance baseia-se em parte da documentação de um caso real – o primeiro registro formal de um assassinato no Rio de Janeiro, de 1567, crime passional, história de adultério, que enredou, entre acusados e testemunhas, espantosos 15% da população [que não passava de 400] da cidade então – para tecer uma deliciosa trama policial, em que os mitos fundadores do Brasil, sobretudo os indígenas, associados à própria tradição do gênero literário policial, serão fundamentais para a solução do caso. A primeira história do mundo é, sem dúvida, o mais popular dos livros do autor. 


“Talento, voz, rosto, tudo murcha com o tempo. A natureza é madrasta e, para um roqueiro de meia-idade que já viveu todos os excessos de sua geração, a natureza só existe como ameaça, inimiga, perversa. Isolado numa casa de campo, após o suicídio da mãe, ele enfrentará suas frustrações e medos internos, enquanto o mato cresce lá fora, o solo espera por seu sangue. Biofobia é a volta de Santiago Nazarian ao thriller, seu primeiro romance ‘adulto’ em cinco anos, numa narrativa tão literária quanto cinematográfica. Prepare-se para o pior.” 


Lya Luft lança um poderoso livro, que faz o leitor refletir sobre nosso mais precioso bem: o tempo. Logo no título a força e a beleza do texto se anunciam. "O tempo é um rio que corre" ininterruptamente, afinal, da nascente até a foz, não há desembocadura que pare o rio e seu curso de água natural. Sempre caudaloso, torrencial, porém jamais imóvel. Se só o título já suscita tanta reflexão, é certo que essa leitura tem capacidade de mudar a vida e o pensamento de muita gente. Ao mesclar memória e reflexões sobre a passagem do tempo, Lya cria um pungente ensaio sobre as relações humanas, a infância, a juventude, o amadurecimento e a morte, e o valor da vida, temas e inquietações que são sua especialidade. O livro é divido em três partes — Águas mansas, Marés altas e A embocadura do rio, mostrando como é a passagem do tempo nas diferentes etapas da vida e buscando caminhos para usufruir o que há de melhor em cada uma delas. Em uma era marcada pela suposta falta de tempo, esta obra é uma importante reflexão sobre a cultura da futilidade e da eterna juventude em que vivemos. 


Amor e ódio no romance sobre um dos maiores poetas da humanidade. Em meio aos últimos anos da república de Roma, o relacionamento entre o poeta Catulo e a sedutora Clódia é intenso, atormentado e sincero. Ela é a Lésbia dos seus mais apaixonados escritos, musa de sua obsessão. Com ela, Catulo experimenta grandes prazeres, mas também a violência e o terror dos bastidores da sociedade romana. Ódio e amor formam as linhas condutoras desse romance, que revela a amargura e o regozijo de um dos maiores poetas da humanidade, que influenciou importantes nomes da literatura moderna, como T.S. Eliot e Charles Baudelaire.


A vida de Kennedy em rum romance sobre família, casamento, virtudes e monogamia. Um ousado romance sobre a vida política, pessoal e porque não, sexual, de um dos maiores heróis americanos. Jed Mercurio se inspira nos indecorosos detalhes da vida sexual de JFK para criar esta perspectiva provocantemente íntima sobre os casos extraconjugais do presidente. Um impressionante retrato de um homem virtuoso mas dominado por um vício incontrolável, que lhe lança sombras a todo momento, ameaçando-o de um dia perder a esposa e os filhos que tanto ama. 


Apaixonada pelo capitão Connor Drake, Payton sonha em ser capitã de seu próprio navio. Ela cresceu desejando essa profissão exclusivamente masculina, mas agora deve abdicar disso tudon para conseguir um bom marido. O problema é que Connor só percebe seus sentimentos por Payton na véspera de seu casamento com outra. Quando o barco dos noivos parte rumo às Bahamas, ele é atacado e resta a Payton se infiltrar num navio pirata para salvar a vida do seu amado. A coragem une os dois, e o resgate pode gerar mais frutos do que ela imaginou.


Quando o corpo de uma mulher vestida em trajes sacerdotais é encontrado em Veneza, a capitã Kat Tapo é designada para o caso. Avançando na investigação, ela esbarra na pesquisa da segunda-tenente Holly Boland, sobre acontecimentos relativos a abusos cometidos na Guerra da Bósnia. Ao mesmo tempo, Daniele Barbo, dono do Carnivia — uma recriação virtual de Veneza —, é condenado por crimes na internet, mas desconfia da motivação da acusação. Os três buscam respostas, porém, ao verem suas suspeitas convergirem para o mesmo ponto, percebem estar envolvidos em algo muito maior.“Há algo realmente apavorante nos vislumbres desse misterioso mundo sombrio.” – The New York Times “Jonathan Holt escreve de forma hábil e envolvente.” – Chicago Tribune


A figura de um faquir está associada à meditação, ao treinamento e à magia. Mas, no caso de Ajatashatru Ahvaka Singh, é mais provável que o público se depare com truques e trapaças. A última de suas artimanhas foi convencer sua aldeia a pagar por uma viagem a França para adquirir a Camadepregösa, um modelo de cama de pregos vendida pela Ikea. Só que ele não contava em ficar preso dentro de um dos armários da loja. Nem que o móvel seria despachado para outro país. Assim, o faquir e seu turbante partem para uma aventura, ainda que involuntária, pelo mundo, fazendo uma horda de inimigos, alguns amigos e aprontando muitas confusões pelo caminho. • Publicado como parte da lista “Os inevitáveis de 2014”, considerado uma das apostas do ano pela Folha de São Paulo. • Fenômeno de vendas na França, onde atingiu a marca dos 250 mil exemplares comercializados, e figurou no primeiro lugar na lista dos best-sellers do país.


Em uma remota ilha no Alasca, um casamento está em crise. Cada um carrega seu próprio infeliz passado: Gary, trinta anos de planos malsucedidos, e Irene, o suicídio da mãe durante sua adolescência. Gary está determinado a construir uma cabana a partir do zero, e Irene concorda com o plano do marido, embora o clima hostil da ilha, somado a seus medos, abale ainda mais o relacionamento. Acompanhando o casal está Rhoda, a filha adulta, que se envolve com um dentista local enquanto assiste a crise no casamento dos pais. Em A ilha caribou, David Vann cria um cenário desolador dos dramas de um casal e nos revela o lado mais sombrio da alma humana. • “A ilha caribou atinge lugares que nenhum outro livro consegue... Este Alasca torna-se o palco para antigas histórias de sobrevivência e força de vontade, de relacionamentos e amor. E, por fim, dos fracassos do amor.” — The New York Times. • Autor publicado em mais de vinte idiomas, cujos livros lhe renderam 15 prêmios, incluindo o de melhor romance estrangeiro na França e na Espanha. 


No auge da carreira política, a bela e reservada Merete Lynggaard desaparece. As investigações que se seguem não rendem muitas informações à polícia, levando ao arquivamento do caso. Passados alguns anos, o detetive Carl Mørck, responsável pelo recém-criado Departamento Q — uma seção para casos importantes não solucionados — é encarregado de descobrir o que, afinal, aconteceu a ela. Então, com seu assistente, Assad, ele inicia uma busca pelos rastros desse mistério e, para isso, Carl precisa vasculhar o passado de Merete, guardado a sete chaves, para descobrir a verdade. · Mais de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo. · Primeiro livro da série do Departamento Q. · “Um fenômeno de vendas em vários idiomas... Um livro denso e perturbador.” - The Independent 


Quando Ju-Ju Judd finalmente é libertada após cumprir uma pena de quase três anos em uma penitenciária nos Estados Unidos, sua família tenta retomar a vida normal. Mas, enquanto ela empreende sua jornada de volta ao lar na Inglaterra, seu pai continua remoendo o próprio fracasso profissional, sua mãe desconta toda a frustração na culinária, sua irmã Sophie tenta retomar o controle de sua vida e seu irmão Charlie tem dúvidas sobre se deve se casar ou não. O retorno de Ju-Ju expõe as feridas abertas, os sentimentos conflituosos que os Judds nutrem uns pelos outros e os dilemas morais que os envolvem. “Tamanha é a força da narrativa de Cartwright, a experiência curiosa que ele leva a tantos aspectos do comportamento humano, que o leitor se vê seduzido.” – Independent on Sunday “A promessa de felicidade confirma o autor como um dos mais importantes romancistas de língua inglesa.” – Daily Mail


É o auge da Guerra dos Cem Anos, e os territórios ingleses na França encontram-se sob ameaça. Jacquetta de Luxemburgo não imagina que terá um papel fundamental na política inglesa. Descendente de Melusina, a deusa das águas, ela tem a capacidade de prever o futuro. Após ficar viúva do duque de Bedford, ela se casa com Richard Woodville, seu fiel escudeiro. Depois de sofrer muito preconceito, ela acaba se tornando amiga da rainha mas sua lealdade não mantém a Casa de Lancaster no trono: o rei cai doente e Ricardo, duque de York, ameaça se rebelar contra o reino. Nomeada Lady Rivers, ela vive conforme seus princípios, mas uma visão pode mudar tudo: um futuro inesperado para a filha Elizabeth, uma mudança de destino, o trono da Inglaterra e a rosa branca de York. • Philippa Gregory é autora, entre outros títulos, de A irmã de Ana Bolena, adaptado para o cinema como A outra, uma superprodução estrelada por Natalie Portman, Scarlett Johansson e Eric Bana. • “O melhor romance de Philippa Gregory em anos.” USA Today


Prestes a ficar desempregada, Laura Horsley acha que o convite para ajudar na organização de um festival literário veio bem a calhar. Mas quando recebe a missão de convencer o famoso escritor Dermot Flynn a comparecer ao evento, ela é dominada pelo pânico. Dermot é temperamental, nunca sai de casa e enfrenta um bloqueio criativo. É também o escritor favorito de Laura, além de extremamente atraente e dono de uma longa lista de conquistas amorosas. Por isso, não é de surpreender quando ele diz que só vai participar do festival se ela concordar com uma única condição, que pode colocar em risco não só o sucesso do evento, mas também o coração de Laura.


Luis Erlanger mistura corrupção na política brasileira com violência, sexo e drogas em um fluxo intenso, extremamente impactante, no divã de Antes que eu morra. Com um discurso perturbador, que não poupa nada nem ninguém, o personagem principal narra suas aventuras ao psicanalista Bernardo Genuss, responsável por ouvi-las e publicar um livro com as transcrições das consultas. O autor cria de maneira inesquecível um angustiado protagonista num instigante jogo de relatos sem qualquer compromisso com a verdade. Basta uma troca de andares para o narrador-personagem acidentalmente se envolver em um homicídio, numa paixão nipônica e em uma viagem até Brasília para desvendar um polêmico escândalo. Percorrendo diferentes universos, o personagem se entranha cada vez mais na roda-vida que é esse enredo tornando o leitor também refém dessa história de tirar o fôlego. “Com texto erguido a cinzel, Luis Erlanger usa o método jornalístico de apuração, a serviço da ficção mais fidedignamente delirante, obedecendo a um dos inúmeros ‘colaboradores’ dessa obra, Mark Twain: ‘Seguiu a sábia recomendação de, primeiro, informar-se muito bem dos fatos, para, depois, poder distorcê-los o quanto quiser.’” – Pedro Bial.


Qualquer semelhança entre o complexo e hierárquico mundo das abelhas e as mães da Escola Primária St. Ambrose não é coincidência. Enquanto as crianças estudam, do lado de fora dos portões da escola – onde encontramos Rachel, Georgie, Heather e Jo –, um mundo de amizade, brigas e picuinhas ganha forma. Acima delas, Bea reina absoluta. Mas a chegada de duas famílias e do novo diretor são alguns dos novos desafios que elas vão enfrentar. Ou, em outras palavras, são provocações que vão destruir ou fortalecer a rainha. Colmeia é uma história irresistível, com observações apaixonadas, engraçadas e verdadeiras sobre a amizade feminina e uma sutil crônica política. • Colmeia chegou à lista dos mais vendidos no Reino Unido logo após sua publicação, e os direitos para o cinema foram adquiridos pelas Focus Features antes do lançamento do livro. • “Verdadeiramente fascinante.” – Guardian • “Perspicaz, divertida e até assustadora em alguns momentos... A estreia literária do ano.” – The Times


Com a morte da esposa e das filhas em um desastre de avião há 15 anos, o Dr. Jack Stapleton começou a duvidar se mereceria ser feliz. Com isso, afastou-se da irmã Alexis e da nova família dela. Agora, anos depois e prestes a começar uma nova vida, Jack recebe uma ligação de Alexis pedindo que ele a ajude no caso do marido, Craig, acusado de imperícia médica. Correndo contra o tempo e lutando contra o sentimento de culpa por ter se afastado da irmã, Jack decide ajudá-los, mas jamais poderia imaginar os rumos que esse caso tomaria e os perigos que surgiriam em seu caminho.


O professor Heliseu será homenageado por uma carreira exemplar na universidade à qual dedicou a maior parte de sua vida. Enquanto prepara o discurso de agradecimento justo ele, tão acostumado a transformar assuntos espinhosos em grandes aulas é tomado por uma sucessão incontrolável de memórias e revisita momentos nem sempre felizes de sua vida: a convivência com o pai rígido; a morte da mãe, o tempo no seminário; o casamento com Mônica; o relacionamento conturbado com o filho; a paixão pela misteriosa Therèze. As lembranças se cruzam com a história do Brasil, desde o regime militar aos governos mais recentes, e o acerto de contas de Heliseu com seu passado transforma-se também no acerto de contas de um país com sua história.


Convencido dos benefícios terapêuticos da cocaína, o jovem Sigmund Freud utilizou a droga em pesquisas e tratamentos que precederam as teorias mais importantes do pai da psicanálise. Com a mudança da opinião médica em relação à droga, Freud destruiu todos os documentos relacionados ao seu uso, e o episódio foi suprimido por gerações de seguidores. Este livro, um documento raro e impactante, narra e comenta os anos iniciais da pesquisa de Freud e sua curiosa relação com a cocaína. Este audacioso estudo chega a conclusões surpreendentes, por exemplo, ao admitir que o consumo da droga foi essencial para que Freud tivesse a autoconfiança necessária para mergulhar em suas teorias mais inovadoras e escrever A interpretação dos sonhos.


O PRIMEIRO VOLUME DA TRILOGIA DAS INVESTIGAÇÕES DA INSPETORA AMAIA SALAZAR. Às margens do rio Baztán é encontrado o corpo de uma adolescente, assassinada em uma cerimônia macabra. No local, há pelos de diversos animais, vestígios de couro e rastros de algo não humano. Ela não foi a primeira vítima nem será a última. A imprensa logo responsabiliza o basajaun pelo crime, uma figura mítica guardiã dos bosques. Agora, Amaia Salazar, a investigadora responsável pelo caso, precisa retornar à sua cidade natal e lidar com fantasmas do passado enquanto busca um assassino em série muito mais aterrador do que pode imaginar. 


Simples e gradual, baseado em aconselhamentos, terapias caseiras e novos padrões de pensamento, "Você Pode Curar Sua Vida" expõe o método de Louise L. Hay, a maior orientadora americana da Nova Era, para você se livrar de crenças negativas que geram infelicidade. Um livro indispensável para todos os que desejam alcançar um modo de vida mais pleno, consciente e equilibrado.


Sucesso durante as décadas de 1970 e 1980, o grupo Abba é lembrado até hoje tanto por músicas dançantes como ‘Ring Ring’ e ‘Dancing Queen’ quanto por baladas como ‘The Winner Takes it All’ e ‘Fernando’. Em Abba: A biografia, com base numa pesquisa detalhada, Carl Magnus Palm faz um retrato da trajetória dos integrantes ao estrelato, incluindo detalhes do relacionamento dos casais da banda, seus questionamentos e os motivos que levaram ao fim do Abba. O livro conta ainda detalhes da carreira de Agnetha, Benny, Björn e Anni-Frid após o fim do grupo e as impressões de cada um a respeito do musical Mamma Mia!, que deu origem a um revival da banda nos anos 2000, emocionando antigos fãs e conquistando novos.


Autoridade do poker no Brasil e empresário com muitos anos de experiência, não há ninguém melhor do que Leo Bello para apontar as similaridades entre o mundo das mesas de escritório e o das mesas de feltro. É disso que Dando as cartas nos negócios se trata: o autor revela como aplicou tudo o que aprendeu sobre relações humanas, blefes e planejamento enquanto jogava poker no ambiente profissional e mostra como ascendeu em suas carreiras ao usar esse conhecimento. O livro apresenta um texto leve que cativa o leitor, trazendo não só uma visão inédita de como encarar o ambiente de trabalho, mas uma nova filosofia profissional.


Instigada pelas ideias que se vende sobre a Índia, a autora Karla Monteiro deixou a vida confortável e bem-sucedida como jornalista e partiu numa viagem de descobertas. Pediu demissão, assinou o contrato com a editora e passou cerca de 6 meses presenciando essa cultura tão diferente da brasileira. Mais do que um livro sobre a Índia, Karmatopia é um livro de estrada, sobre o consumo de uma ideia sobre um país; prende o leitor do início ao fim, através de uma escrita de reportagem empolgante e reveladora.


Acontecimentos surpreendentes vão fazer com que a mais fofa e meiga do quarteto repense o significado da palavra amor. A Ingrid, a I das MAIS, descobre que esse sentimento pode ir muito além do romance. O que será que vai acontecer para que ela perceba que uma palavra tão pequena esconde significados gigantescos? E o Centro Educacional Machado vai torcer para o seu próprio pop star! O Eduardo será o grande representante da escola no reality show Internet Pop Music. Se bem que o colégio mais movimentado do Rio de Janeiro esconde mais um artista famoso. Ou serão dois? Hummm... É claro que a Mari, a Aninha e a Susana serão as grandes companheiras da Ingrid nessa redescoberta do amor. Mergulhe nas novas histórias dessa turma inseparável e descubra que toda forma de amor vale a pena!


Na Paris da Belle Époque, tudo está à venda — inclusive a beleza. Quando Maude Pichon foge de casa, na provinciana Bretanha, e vai para Paris, seus sonhos românticos evaporam tão rápido quanto suas economias. Desesperada para arrumar um emprego, ela responde a um estranho anúncio de jornal — a Agência Durandeau está em busca de jovens pouco atraentes a fim de fornecer a suas clientes um serviço singular: uma moça sem graça contratada para acompanhar as damas da sociedade e fazê-las parecer mais belas.A condessa Dubern precisa de uma acompanhante para Isabelle, sua voluntariosa filha, e Maude é considerada o adorno perfeito para tornar a moça mais bonita. Isabelle nem desconfia de que sua nova “amiga” foi contratada pela mãe, e a mera presença de Maude entre a aristocracia depende de que consiga guardar esse segredo. No entanto, quanto mais ela conhece e se afeiçoa a Isabelle — uma jovem determinada a desafiar as expectativas da sociedade e a estudar ciências na universidade —, mais sua lealdade é posta à prova. E, enquanto a farsa persistir, Maude terá muito a perder.Belle Époque se passa no auge da boemia parisiense, quando a cidade efervescia, homens e mulheres estavam no ápice da elegância e a moral estava em franca decadência.Esta é uma história de coragem, paixão e desafio que se desenrola sobre o pano de fundo de um dos períodos mais importantes da história da Europa.


A louca e viciante história de amor de Travis e Abby foi narrada por ela em Belo desastre e por ele em Desastre iminente. Como num conto de fadas moderno, sabemos que eles se casaram e foram felizes para sempre... mas quanto realmente conhecemos dessa história? Por que Abby fez o pedido de casamento? Que confidências eles trocaram antes da cerimônia? Onde passaram a noite de núpcias? Quem sabia que eles iam se casar e guardou segredo? Todos os detalhes sobre o casamento de Travis e Abby eram secretos... até agora. Os fãs do casal mais quente da literatura terão todas as suas perguntas respondidas nesta história vertiginosa sobre o dia (e a noite...) do casamento de Travis e Abby — e o melhor, contada pelo ponto de vista dos dois!


4

Adaptação - Harry Potter

Fala, pessoal!

Não sou fã da saga, porém falando de adaptações frequentemente, a referência que a gente recebe é que a de Harry Potter é a mais respeitada e fiel à obra original. Então eu decidi pesquisar um pouco mais a respeito disso e pude constatar.

Tive mais confirmações de que a coisa é boa do que ao contrário. Harry Potter é o personagem que mais marcou a adolescência e transmitir a mesma emoção dos livros para o cinema ao ponto de cativar quem nunca leu a obra é algo extremamente complicado. Entretanto, devemos dizer que a Warner Bros. fez um excelente trabalho.

Não houve diferença entre os filmes no que diz respeito ao nível de produção. A saga já concluída teve 4 diretores diferentes: Chris Columbus (HP. 1 - HP. 2), Alfonso Cuarón (HP. 3), Mike Newell (HP. 4), David Yates (HP. 5 em diante). Teoricamente isso não é legal e o mais recomendado é que seja um diretor para a saga inteira, pois o mesmo já vem acompanhando tudo desde o início, tem ciência de como tudo começou e como vai acabar. Entretanto, no caso específico de Harry Potter, todos os filmes ficaram bons.


Quando ouvimos por aí "Harry Potter é uma bosta", é porque a pessoa que disse isso não é fã desse tipo de Literatura. Ou até gosta, mas não simpatizou com Harry. Mas se pegar alguém que, além de entender o conceito de adaptação literária, é fã da história, é praticamente certo que a opinião será positiva. É claro que há algumas pendências, entretanto é errado julgar uma adaptação pela sua fidelidade em detalhes em relação a obra original, por mais estranho que isso possa soar. As adaptações devem analisadas quanto ao contexto geral de toda a saga.

Pegando Crepúsculo pra Cristo, a adaptação da série foi perfeita. No livro tem mais detalhes, óbvio. Porém o contexto do livro foi reproduzido nos filmes. Com isso se conclui que a adaptação de Crepúsculo é boa. Se alguém não gosta dessa série (como eu), a referência é à história geral, mas não tem como dizer que o filme não ficou bom.

Cena de Amanhecer - Pt. 2 (Saga Crepúsculo)
O mesmo para Harry Potter. A diferença com Crepúsculo é que os fãs de Harry afirmam que a emoção dos livros é quase ou senão a mesma que existe nos filmes, diferente dos fãs de Crepúsculo, cuja maioria diz que houve perda significativa com a adaptação. Os diretores também foram alternados (embora Stephenie Meyer estivesse na "coordenação-geral"), assim como HP.

O que podemos concluir disso é que Harry Potter tinha tudo para apresentar pendências significativas, como o fato de a história exigir muitos efeitos especiais (bem mais que Crepúsculo), serem muitos filmes e alternância entre os diretores. Porém os filmes ficaram bons e trouxeram a emoção que há nos livros. Levando em conta esses fatores que poderiam ser obstáculos, eles driblaram muito bem e chegaram ao nível da perfeição. Digo que está perfeito levando em conta os critérios necessários para avaliar uma adaptação, como eu disse acima e digo praticamente todas as segundas-feiras aqui.

A garantia é de um bom entretenimento, já que melhor ou pior vai do gosto de cada um, e uma excelente adaptação literária!

Boa semana a todos!
3

Lilac - Deise Muller


Resenha por: Ana Zuky
Título: Lilac #1
Autor: Deise C. Muller
Editora: Novo Seculo
Selo: Novos Talentos
Gênero: Fantasia
Páginas: 392
Nota:

Lilin, uma súcubo ambiciosa, tenta aniquilar Lúcifer em como punição, é enviada a Terra e destituída de seus poderes. Transformada em feiticeira, Lilin assume vários consortes e começa um plano para reinar sobre os seis clãs dos feiticeiros. Meg cresceu acreditando ter herdado habilidades mágicas de sua tataravó feiticeira. Abandonada ainda bebê pela mãe, seu pai tenta fazer com que ela e sua irmã se interessem pela arte oculta, porém a última coisa que uma adolescente quer é aprender feitiços com sangue de galinha e adagas afiadas. Entretanto, quando Lauren, sua irmã, é assaltada e baleada, e Lucas seus ex-namorado, desaparece misteriosamente Meg se arrepende de não seguir os conselhos do pai. Meg retorna à cidade onde cresceu, para se afastar da dor do passado e da acusação nos olhos do pai. Seu passado, no entanto, não está disposto a deixá-la em paz. Craft, o suspeito inicial no desaparecimento de Lucas, acaba sendo o rei do clã Domovoi, o mais poderoso dos clãs, e sua única esperança de escapar de seu caçador, e da escuridão na qual seu coração se afundou. Mas quando sobreviver pode significar ser um receptáculo ambulante para um demônio que planeja destruir tudo o que você ama, e morrer significa destruir o coração daqueles que te amam, o que fazer? Um demônio banido… Uma linhagem condenada… E uma atração inevitável. O amor realmente supera tudo?

Lilac foi um livro que me conquistou de forma surpreendente. Levei tempo para ler este livro, e para quem não sabe ou conhece esta obra é nacional. Eu ganhei este livro em uma promoção realizada no blog de uma amigona, né Máh.
Voltando a resenha... Lilac é do gênero fantasia, com uma pitada de erótico. A autora Deise soube como fazer com que a historia dele não entrasse na mesmice, pois ela esta bordando neste enredo demônios e feiticeiros. Soube encaixar perfeitamente cada um, nos dando a cada pagina aquele gostinho “quero-mais”.
Lilac começa com um prologo bem interesse, onde acontece a expulsão de um demônio do inferno. Já neste inicio temos algo a imaginar do que está por vir.
Já no primeiro capitulo conhecemos Megan uma jovem que esta completando seu 24º aniversario. A autora nos mostra que Megan é uma personagem depressiva, o que saberemos o porque desta depressão lá pelas meadas do meio da leitura. Confesso que achei esta depressão um tanto exagerada, os motivos são validos, mesmo assim achei esta personagem um tanto cansativa por causa disso.
Porem tudo muda quando Megan topa ir a danceteria com sua prima, lá tudo acontece e começa a historia ficar mais emocionante. Conhecemos o Craft, um personagem sinistro, mas que a autora conseguiu fazer o charme dele fosse transportado das paginas para nos, meros leitores.
A partir deste momento o envolvimento de Megan com Craft faz com que tudo seja encantado e maravilhoso ao leitor – o que acho, que isso serve para as mulheradas de plantão -, além dos acontecimentos,  Megan se descobre ser uma feiticeira, e que nosso lindo Craft se mostra o rei dos Feiticeiros - UAU - .
A jornada  não para ai, começa os mistérios envolvidos, onde descobrem que Megan não pertence a nenhum Clã, e para descobrirem isso, tanto ela como Craft enfrentaram até os demônios.
O livro realmente me encantou, pois sempre serei uma fanática por estes gêneros fantasia, mas o que mais me surpreendeu foi que: Não era um livro internacional a me surpreender – o que é sempre -, mas sim um Nacional, ao terminar de ler tive que me levantar e bater palmas. Exagero? Não. Simplesmente a verdade.
Contudo sempre a uns “porem” que sempre acompanham uma historia, e o porem desta foi, que a autora deixou nossos personagens muito tarados, é, acabou que para tudo – mesmo a personagem se fazendo de difícil, o que não era – tinham que fazer sexo. E meu povo, as cenas de sexo são bem detalhado, pura emoção.  Então por causa disso, achei um tanto forçado e acaba que fazendo a historia perder um pouco do foco. Outro assunto a ressaltar é: A autora tentou deixar a historia um tanto dramática, tanto no assunto envolvendo a Megan como aquela que envolve a Craft, tipo: achei muito dramática e melosa. Claro eu não direi o que é, mas acho que o leitor que leu ou vai ler entendera o que disse.
Mesmo tendo estes “porem”, a autora conseguiu deixar ele com uma ação impecável, que aos olhos e imaginação de uma leitor é essencial para um livro desta magnitude, gente as cenas são muito macabras, mas para o lado de ser bom, pois eu cheguei a ficar com meu estomago um tanto embrulhada com uma das cenas. Fora a angustia, a vontade de roer as unhas e assim por diante, então devo parabenizar a autora pelas ações do livro.

Bom pessoal, eu acho que acabei exagerando, mas o livro é realmente muito bom. Acho que por pegar a primeira edição, o livro veio com alguns erros de gramaticas e concordância, nada que atrapalhe ao leitor, até por que são pouquíssimos, e a capa do livro que não me cativou muito. Juro que se não tivesse ganhado o livro, acho que até hoje não teria conhecido esta obra e com toda certeza eu me arrependeria e muito.
Mas se alguém ai não comprou por este motivo a nossa querida Deise mudou de capa, e gente, esta magnifica. E pessoal, lembrem-se: Nunca julgue um livro pela capa – culpada! -, mas nada como um percalços para aprendermos não é!

Ultima coisinha que quero muito falar e fazer com que mudem. Meus queridos autores, sei que o mundo lá fora é mais bonito e interessante que o nosso Brasil, por favor, tendem a mostrar o nosso pais como cenário ao mundo que vocês querem tanto nos apresentar, pois lá de fora já conhecemos com são os livros internacionais.Gostaria muito de ter o prazer de ler uma obra desta magnitude que é o Lilac, mas com o cenário de nosso pais.
Galerinha vou ficando por aqui, espero que tenham gostado, comentem, falem, nos diga o que achou da resenha, se já leu o livro nos fale de sua experiência, iremos adorar saber mais. Beijokas para quem fica... até a próxima.


Ps: O que foi aquele final... louca para ler a continuação.

Confiram agora a nova capa com nova revisão do livro Lilac. Digam se não esta perfeita esta capa?! 

Vamos conferir a capa do segundo livro e sua sinopse. Já garanti o meu exemplar lá na AMAZON.


"Tente fazer com que me lembre de que amo vocês."A simples nota já estava amassada e desgastada dentro do punho cerrado de Craft, mas involuntariamente, ele se via desdobrando-a e relendo. As palavras eram como ácido em seu cérebro.Passaram-se semanas desde que o rei Domovoi acordara sozinho em seu majestoso quarto, carregando no bolso o anel de noivado dela. A mulher que ama, no entanto, havia desaparecido.Ela sacrificou-se para salvá-lo e, no processo, perdeu sua própria alma.Apesar de ter jurado nunca parar de procurá-la, Craft estava começando a perder as esperanças de que um dia voltaria a ser feliz.Foi quando o telefone tocou.Megan foi encontrada...A felicidade, no entanto, ainda não estava garantida.Além de correr contra o tempo para salvar a alma – e o corpo – de Meg, Craft, sua família e amigos agora também precisam enfrentar, juntos, uma ameaça muito mais poderosa do que todos eles.Poderosos demônios que planejam iniciar o apocalipse exigem a vida de Delion em troca da vida da Meg e, além da terrível escolha, Craft Domovoi precisa encontrar uma forma de impedir o fim do mundo.Em meio ao caos em Los Angeles e a dor de ter que encarar uma Megan demoníaca, eles terão uma surpresa que trará tanto alegria quanto desespero… e que poderá mudar o destino do mundo.
Um demônio recém-surgido… Amores impossíveis… E um planeta condenado. O amor realmente supera tudo?
11

Top Comentarista de Maio e Junho de 2014

Hey galera, tudo bem?
Que tal começar este fim de semana com uma nova promoção! Então, pensei e decidi fazer mais um top comentarista, porem ele sera desta metade do mês de Maio e para emendar com o mês de Junho.
Bom este top não sera apenas de um mês, mas garanto, passara voando e quanto menos esperar, já estão sabendo quem são os ganhadores.
O que vocês não sabiam, sera mais de um ganhador. Ok, ok, sei que vocês amam quando dou a chance para mais de um, e como eu amo ver vocês felizes...

Agora chega de blablabla e vamos saber o que levaram para casa, caso ganhem.


Nossa os prêmios são bons, e quem for - ou forem - os sortudos(as) com toda certeza ficara imensamente feliz.Mas como toda promoção há suas regras, vamos conhece-las:

Regras do Top Comentarista de Abril:
*Deixe um comentário nesta postagem para participar. Junto seu nome de seguidor, email, facebook(o qual usara para curti a fan page do blog) e nick do instagram.
*Curti a Fan page do Sangue com Amor
*Seguir pelo GFC publicamente o blog Sangue com Amor
*Seguir no Instagram o Blog
*Residir ou ter endereço de entrega no Brasil
*Fazer comentários do dia 15/05/2014 a 30/06/2014
*Comentários deve ter coerência com a postagem. Não vale " Gostei da resenha, quero muito ler", " Nossa legal, quero muito ler,", " Adorei sua postagem." e assim por diante. O comentário tem que ter conteúdo, caso contrario sera desclassificado(a).
* Os participantes tem que comentar todas as postagens feitas, exceto as de promoções que não serão contabilizadas.
* Sera contabilizado somente um comentário para cada post publicado até 30/06/2014.
* Em caso de empate, sera feito o sorteio via Random.com
* O primeiro(a) ganhador(a) levara o kit de livro Simplesmente Ana + Uma Torre Eiffel( 10cm)  e o segundo(a) ganhador(a) levara o livro Trocada + Uma Torre Eiffel(10cm) e 3º Ganhador(a) levara o porta marcadores.
* O envio dos livros  e mimos terá até 45 dias apos ser enviado os dados pelos ganhadores. Em caso de atraso sera avisado.
*Não me responsabilizo por danos, extravios dos correios, e nem pelo segundo envio em caso de devolução por erro nos dados ou entrega sem sucesso.
*Será enviado um email ao ganhador(a) e terá até 48h para responder. Caso não aconteça, sera feito um novo sorteio.

PS: Caso não haja um numero significativo de participantes ativos, o top sera cancelado.
Ps²: Os  Participantes deveram comentar em todos os posts feitos durante as datas estipuladas pelo top, se não comentar, sera desclassificado.

Desejo boa sorte a todos que estejam participando! Que os comentários comecem!

4

Lançamentos - Editora Arqueiro, Sextante e Saída de Emergência


Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, na Itália, mas desde os 3 anos foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose, que as adotou depois de seus pais morrerem num acidente de carro. Passados mais de 20 anos, a morte de Rose transforma completamente a vida de Julie. Enquanto sua irmã herda a casa da tia, para ela restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei. A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar, muito antigo e misterioso. Mesmo acreditando que sua busca será infrutífera, Julie parte para Siena. Seus temores se confirmam ao ver que tudo o que sua mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio. Mas logo ela descobre que a caça ao tesouro está apenas começando. O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue essas duas famílias. E, levando-se em conta a linhagem e o nome de batismo de Julie, ela provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade e a se relacionar com os sienenses. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo. Instigante, repleto de romance, suspense e reviravoltas, Julieta – livro de estreia de Anne Fortier – nos leva a uma deliciosa viagem a duas Sienas: a de 1340 e a de hoje. É a história de uma lenda de mais de 600 anos que atravessou os séculos e foi imortalizada por Shakespeare. Mas é também a história de uma mulher moderna, que descobre suas origens, sua identidade e um sentimento devastador e completamente novo para ela: o amor.


Belle já tinha problemas suficientes preparando a comida da casa-grande e cuidando para se manter longe dos olhos de D. Martha e de seu filho, Marshall. Eles não sabem que, na verdade, ela é filha ilegítima do capitão James Pyke, por isso imaginam o pior em relação à preferência do capitão pela escrava mestiça. Ser responsável por uma menina meio doente que acaba de chegar à fazenda é um tormento do qual Belle não precisava. A garota parece incapaz de reter comida no estômago, mal fala, não se lembra de nada e, às vezes, é até meio assustadora, com sua cara de avoada. Além de tudo é branca e tem cabelos cor de fogo. Mas Belle sabe que, entre as pessoas que a acolheram, a cor da pele não significa nada e por isso acaba recebendo Lavinia de braços abertos. Esse é apenas o início da saga de uma família formada por laços que vão muito além do sangue. Uma história de coragem, esperança, força e amor à vida.



Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele... Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.


Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo.Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR.Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.



O salmão da dúvida é um tributo póstumo a Douglas Adams e, ao mesmo tempo, uma homenagem aos seus milhares de fãs.Reunindo escritos encontrados no computador de Adams após sua morte, este livro traz uma coletânea de textos inéditos, divertidos e completamente loucos do cultuado autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias.Entre os textos, você vai encontrar:- Dez capítulos de um novo livro do detetive Dirk Gently;- Um ensaio filosófico questionando a existência de Deus;- Comentários sobre a constante evolução da tecnologia;- Um conto protagonizado por Zaphod Beebleblox;- Relatos sobre sua infância, sua veneração pelos Beatles e o tamanho do seu nariz.


Em meados de 2013, o jornal britânico The Guardian publicou uma série de matérias que desvendavam a vigilância ilimitada praticada pela NSA, a Agência de Segurança Nacional norte-americana. As reportagens, assinadas pelo ex-advogado e jornalista Glenn Greenwald, revelaram ao mundo que a inteligência do país estava espionando em larga escala não só as comunicações domésticas, mas também as de outros países, inclusive os aliados. As denúncias suscitaram um longo debate global, ainda em curso, sobre o direito à privacidade e o alcance da vigilância governamental. Neste livro, Greenwald conta, desde o início, como foi escolhido por Edward Snowden para ser o receptor dos dados confidenciais que formaram o escopo de seu trabalho jornalístico. Além de falar sobre o período que passou com Snowden, ex-prestador de serviços da NSA que se tornou um dos delatores mais célebres da história moderna, o autor reflete sobre o papel que a mídia desempenha no jornalismo atual, alinhando-se aos interesses dos governos em detrimento dos cidadãos. Trata também das consequências, para a democracia, de um programa de supervisão ininterrupta e irrestrita de pessoas, empresas e governos.
Greenwald ainda revela novas informações sobre o abuso de poder da NSA e propõe medidas para conter o alcance aparentemente inflexível dos aparatos de vigilância norte-americanos.



Em pouco mais de 40 anos, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira construirão o maior império da história do capitalismo brasileiro e lançaram-se no palco do mundo de uma forma sem precedentes. Nos últimos cinco anos, eles adquiriram nada menos que três marcas americanas globalmente reconhecidos: Budweiser, Burger King e Heinz. Isto foi conseguido o mais discretamente possível e eles têm evitado qualquer publicidade pessoal. O método de gestão que desenvolveu, que tem sido zelosamente seguido por seus empregados, está baseada na meritocracia, simplicidade e redução de custos constante. Sua cultura é tão eficiente quanto é implacável e não deixa espaço para performances medíocres. Por outro lado, aqueles que trazer resultados excepcionais têm a chance de se tornar parceiros da empresa e fazer uma fortuna. Dream Big apresenta um retrato detalhado por trás dos bastidores da ascensão meteórica destes três homens de negócios, desde a fundação do Banco Garantia na década de 1970 até os dias atuais.( Tradução Mecânica)


Repleto de informações acessíveis e fundamentado em pesquisas atuais sobre o papel dos líderes e as expectativas de suas equipes, este livro é organizado em três seções: você, colegas e a empresa. John Baldoni, experiente coach de executivos, trata de todos os aspectos relevantes para uma gestão mais eficiente e inspiradora, e, com orientações precisas, reforça o valor da prática para o crescimento do líder. Ao final de cada seção, ele resume as principais lições e convida o leitor a realizar exercícios de autoavaliação, ajudando-o a pensar de maneira crítica e vencer as complexidades do mundo corporativo. Conheça algumas das 101 dicas: • Como se conhecer melhor• Como vender uma ideia para seu chefe• Como motivar os funcionários• Estabeleça um vínculo autêntico e se torne um gerente acessível• Não permita que conflitos destruam a equipe• Cinco maneiras de lidar com quem você não se dá bem• Três maneiras de melhorar seu desempenho• Elimine conflitos e corrija eventuais injustiças• Transforme papos furados em conversas inteligentes• Ajude a equipe a evitar o esgotamento



Muitas pessoas têm tendência a exagerar suas reações diante dos problemas do cotidiano, enxergando cada pequeno contratempo como uma grande tragédia. O objetivo deste livro é ensinar a mudar esse comportamento e construir uma vida emocional mais equilibrada. Aqui você vai encontrar um método prático para transformar sua maneira de encarar os problemas e abandonar os pensamentos derrotistas. O psicólogo Rafael Santandreu conta histórias de pacientes que se libertaram da depressão, do pânico e da ansiedade quando começaram a controlar seus pensamentos. Ter esse controle é uma questão de escolha. Rafael mostra como evitar a preocupação excessiva, as ideias catastróficas e as crenças irracionais. Além disso, reúne lições para se enxergar a vida de forma diferente: • As exigências que fazemos a nós mesmos, aos outros e ao mundo são a fonte da vulnerabilidade emocional. Como as coisas nem sempre são do jeito que gostaríamos, temos a impressão de que a vida é uma sucessão de frustrações. • As pessoas emocionalmente fortes tomam muito cuidado para não fazer drama sobre as possibilidades negativas da vida – e é aí que reside a fonte de sua força.
• Quando aplicamos soluções exageradas a pequenos problemas, o remédio acaba sendo pior que a doença: derrubamos a casa e a mosca segue voando.
• Um dos melhores critérios para avaliar a gravidade de um fato é se perguntar: “Em que medida isso me impede de fazer coisas importantes na minha vida?”



Todo mundo sabe que o futebol é uma paixão nacional, mobilizando multidões e exaltando os ânimos. O que poucos percebem é a semelhança desse esporte com a vida em seus momentos de sofrimento, determinação e sucesso. Com inteligência e perspicácia, Allan Percy reúne 50 máximas do mundo do futebol sobre temas essenciais como autoestima, desenvolvimento pessoal, carreira, relacionamentos, gerenciamento do tempo e até alimentação. Cada capítulo de Pensar com os pés é aberto pelo aforismo de um craque ou de um grande treinador, que é analisado e aplicado a nosso dia a dia, fazendo desta obra um manual para vencer as partidas do cotidiano. Veja alguns ensinamentos que você encontrará neste livro: • Quando você marca gols, é ótimo. Quando não, é gordo. • Qualquer um que diga “os homens de verdade não choram” nunca jogou futebol com verdadeira paixão. • Se você está na área e não tem certeza do que fazer com a bola, chute a gol e depois discutiremos as opções. • Para jogar futebol, não se deve sofrer. O que se faz sofrendo não pode sair bem. • Tudo é possível no futebol. Tudo está em aberto. Vamos lutar até o último minuto. • Na partida temos que ser nós mesmos e desenvolver nossa ideia. Isso é o melhor que podemos fazer. • O futebol é uma desculpa para sermos felizes.



Você cancela todos os seus planos esperando um possível telefonema de um homem que acabou de conhecer? Tem a sensação de que, por mais que tente agradar seu parceiro, ele sempre parece distante ou desinteressado? Então, se você deseja construir um relacionamento estável, saudável e divertido – com esse homem ou com qualquer outro –, está na hora de mudar de postura. Não é que você não seja suficientemente boa. É que você é boazinha demais. E não há nada mais enfadonho para um homem do que uma mulher que passa o tempo todo se esforçando para agradá-lo.Se você se enquadra nesse padrão, não se desespere. Este livro pode ajudá-la a dar uma guinada em sua vida amorosa. Com um texto envolvente, Sherry Argov criou um verdadeiro manual que vai fazê-la entender de uma vez por todas por que os homens amam as mulheres poderosas.Eles se sentem atraídos porque essas mulheres representam um eterno desafio. Nunca se mostram completamente, deixando em torno de si uma aura de mistério que os instiga. São confiantes, têm idéias próprias e se valorizam.
Mesmo que estejam apaixonadas, elas não demonstram medo de perdê-los – e isso as torna ainda mais desejáveis. Conquistá-las passa a ser uma questão de honra para o homem.
A partir de centenas de entrevistas, a autora descobriu as principais atitudes que diferenciam as mulheres boazinhas das poderosas e as reuniu neste livro bem-humorado e transformador. Com histórias engraçadas e exemplos práticos, ela ensina tudo o que você precisa saber para deixar qualquer homem aos seus pés.


Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, a Mão - o mais jovem larápio do Zombadores, a Guilda dos Ladrões - surpreende um sinistro Falcão Noturno prestes a assassiná-lo. Que poder maléfico fez com que os mortos se levantassem para combater em nome da Guilda da Morte? E que magia poderosa poderá derrotá-los? Mas primeiro o Príncipe Arutha, na companhia de um mercenário, um bardo e um jovem ladrão, terá que fazer a viagem mais perigosa da sua vida, em busca de um antídoto para o veneno que está prestes a matar a bela Princesa no dia do seu próprio casamento.


2