20 outubro 2014

Mar da Tranquilidade - Katja Millay

Resenha por: Ana Zuky
Título: Mar da Tranquilidade
Autor(a): Katja Millay
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance
Páginas: 368
Compre: Amazon  /  Cultura  /  Submarino / Americanas
Compare: Buscapé
Nota:

Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.

Mar de Tranquilidade é um livro que fará você rever uns conceitos: Ninguém é o que aparenta ser. A dor é capaz de muitas coisas. Todos merecem uma segunda chance!
A leitura narra a historia Nastya. Ela tem um passado conturbado, que tirou dela chances de uma vida saudável, amigável, alegre. Ela usa um escudo, para que outros não tentem se aproximar dela. Esse escudo vem através de suas roupas e não falar. Levando-nos a crer que há mais do que parece. Uma garota pressa a um trauma, com uma personalidade peculiar.
Logo é introduzido um personagem, cujo todos se mantêm afastados. O sinal de que a morte o acompanha, leva todos a se afastarem dele. Tento somente um amigo, qual não o abandona. Joshy de inicio se mostra arredio e temido, provocando interesse da parte dos leitores a descobrir como e por que dele ser assim, tornando-o um mistério.
Ambos os personagens com seus segredos, Joshy, o personagem que a autora nos dá privilégio de saber primeiro, fazendo com que criemos carinho por ele, e aquela vontade de conforta-lo. E Nastya continua incógnita ate o momento certo.

Apesar de ser uma escrita leve, a autora aborda assuntos de suma importância. Assuntos verídicos que acontece - ou pode acontecer -  com algumas pessoas e sua sociedade. Que talvez por estarmos de fora, não compreendemos e não estamos “nem ai” com o que possa estar acontecendo ao nosso semelhante, podendo ele ser: um vizinho, amigo e ate mesmo um membro da família. Desta forma ela mostra o quão somos ignorantes. Alem de dar aquela bela bofetada na cara da sociedade que menospreza pessoas que: se veste diferente, que tem modos diferentes, resumindo... Preconceito.
Outro assunto que paramos muito para refletir é sobre a segunda chance. Por que seus personagens principais e ate mesmo os secundários, tem seus defeitos, sua perdas, entre outros problemas; que para alguns possa não merecer a segunda chance. Porem ela mostra que sim, todos merecem uma segunda chance, principalmente para viver.

Leitura que veio para aplacar, engolir, levar ao fundo, onde a escuridão é inimaginável e destruidor. São tantos os sentimentos que nos captura, que fica impossível não sentir-se parte. 
Narrado em 1º pessoa, intercalando entre Nastya e Joshy, podemos entender cada um. Não deixando brecha para o “e se”, deixando o leitor preso do inicio ao fim. Uma historia com sua dose de trama e conquistas, alem do romance avassalador. Cujo é construído aos poucos, onde podemos ver o crescimento deste sentimento em ambos.

Capa do livro, se para analisar – logo após terminar de ler – consegue notar semelhança, aquela que faz você ver o significado. 
Antes, não havia parado para analisar ela, porem ao terminar a leitura, fiquei uns bons minutos ali olhando e notando o significado. Sim, há um significado.
Diagramação deste livro é simples, com folhas amareladas e fontes no tamanho normal. Erros nenhum encontrado. Como sempre, impecável.
Espero muito que vocês possam ler este livro, ele vai mexer com vocês. Sim, eu definitivamente indico a leitura deste livro, não pelo romance e sim pelos assuntos que aborda. Uma forma de lição através de uma ficção. 
De uma forma leve a autora nos leva para conhecer a historia de uma vida, de uma superação. Onde sempre haverá aquela... Segunda chance.

Beijokas para quem fica...

16 comentários:

  1. Ana lindona quando vi esse livro nos lançamentos já me chamou atenção estou com ele para ler , gostei de saber que os sentimentos são construídos aos poucos não fica aquela coisa artificial de se ver e já amar na hora. Pelo visto teremos grandes aprendizados nesse livro o que me faz correr para ler. beijos


    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii
    Desde que vi esse livro pela primeira vez, ele me chamou muita atenção. E agora, com a sua resenha, vi que preciso urgentemente ler esse livro.
    Adoro livros que faz a gente refletir, é muito bom!
    Ótima resenha!

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, tudo bem? A cada resenha que leio desse livro, tenho mais vontade de ler... até agora só tenho lido elogios a ele. Gosto muito de histórias de segundas chances, superação, reparação, adoro histórias que nos emocionam e nos fazem refletir. Os personagens, com seus segredos e suas dificuldades me chamam muito a atenção. Além dessa capa maravilhosa. Adorei a sua resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  4. Oi Aninha, tudo bem?
    Nossa, que resenha!!!!!!!Você mexeu comigo!!!!! Nunca esperaria tamanha profundidade desse livro, a capa me enganou. Se ela com uma escrita leve nos levou ao fundo, nos engoliu, é porque deixou marcas profundas, com certeza um livro digno de ser favoritado!!!!!!!
    Vou colocar no topo d lista de desejados!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oii,

    Lembro que quando vi o livro, não tinha me interessado, mas depois com o tempo e as resenhas eu curti bastante sobre o que estão falando. Pelo jeito a autora conseguiu abordar o preconceito de uma forma maravilhosa para nos fazer refletir, espero ter em breve para entender a histórias, refletir meus erros e entender a capa hahaha. Curti sua resenha!!

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana.
    A cada resenha que leio desse livro, eu descubro um fato novo que só faz aumentar minha necessidade de conhecer essa história por completo.
    Mesmo trazendo um enredo denso tenho interesse por que traz uma situação que pode ser real.
    Essa capa é linda, bem bolada, agora preciso de mais informações sobre o enredo pra entender a relação entre ambos.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Concordo com a autora, todo mundo merece uma segunda chance, afinal, ninguém é perfeito, e todos estamos aqui para aprender, inclusive para aprender a perdoar. E achei muito legal ela dar uma bofetada na cara da sociedade por causa do preconceito. Que bom que a capa é significativa, porque a achei muito linda! Curti bastante os assuntos abordados, e espero conseguir ler logo o livro.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Ana, vi uma amiga indicando esse livro dizendo que quem gostou de Collen Hoveer iria gostar e como você viciada em new adults estava bem curiosa com a sua opinião. Acho que está aprovado =)
    Estou curiosa para saber a relação da capa com o enredo.. eu acho ela linda, mas ela me passa a ideia de um romance estilo comédia romântica. Nunca iria imaginar um livro cheio de carga emocional e com lições de vida.
    Bem, agora ele está como desejado.. espero poder ler o quanto antes.

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  9. Ana,
    Eu não sei se me encantei mais pelo enredo do livro ou pela sua escrita nesta resenha.
    Eu adoro ler estes livros que nos fazem reaver conceitos e sentir a dor da personagem tao latente! Antes eu já queria ler o livro, agora eu quero bem mais e conhecer a vida da personagem e estes temas tão palpáveis que a autora trata no decorrer do livro!
    Eu amei sua resenha, viu? LINDA!! u.u

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana, o livro me chamou a atenção pelo tema que aborda, muitas vezes as pessoas se vestem, ou fazem alguma coisa, e as pessoas ficam comentando que a pessoa é estranha, quando na verdade, talvez a pessoa esteja querendo passar uma mensagem, talvez seja um pedido de ajuda. O livro parece abordar esses aspectos, me interessei bastante pelo livro!
    Beijos
    Blog: Porão da Liesel
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  11. Olá Ana

    Eu acho que já tinha lido uma resenha sobre esse livro, mas não me recordo direito se era uma resenha positiva ou negativa, enfim, a sua me deixou até um pouco curioso com a narrativa mas não faz muito meu estilo então desanimei um pouco. Desanimei também ao saber que é narrado em primeira pessoa, que eu não gosto muito, mas gostei de saber que autora põe em cheque vários assuntos importantes, dá vários tapas na cara e fala de segunda chance. Fico feliz que o livro tenha te tocado e você tenha favoritado, mas acho que não é pra mim mesmo.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  12. Esse livro é perfeito demais. Sério, ele me surpreendeu e acredito que essa é uma leitura mais que obrigatória. A história de Nastya me deixou de queixo caído. Quis chorar, quis abraçar, quis rir com ela. Nossa, esse livro me fez refletir bastante. Foi um dos melhores que li no ano

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu não tinha visto esse livro ainda e fiquei muito interessada, se fosse só pela capa eu não leria ele, mas a sinopse já me conquistou e a sua resenha me fez imaginar uma história linda, deve ser aquele livro que faz o leitor refletir bastante e tirar uma boa mensagem da historia. Enfim, adorei a resenha e espero ter oportunidade de ler ezse livro o/

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Ana, Ana, Ana! Para tudooo! Quero muito esse! Sinto que tem uma pegada no estilo Hopeless e Easy. Estou evitando ler até a sinopse pra saber o menos possível da história, só as opiniões mesmo, e apenas isso me basta pra saber que quero. Aliás, leria só por causa da capa, achei linda desde a primeira vez que vi. Sorteia pra gente! :D
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  15. Achei o título um pouco distante do que a sinopse apresenta. rsrs De tranquilidade parece que a vida das personagens não tem é nada. Gostei de saber sobre os temas abordados, por falar de preconceitos e em sobre julgar as pessoas sem nem conhecer o que elas realmente vivem. Parece ser uma boa leitura.

    Beijos,
    Bell

    ResponderExcluir
  16. Estou apaixonada por esse livro, e olha que eu ainda não li! Mas ouço falar tão bem dele que estou morrendo de vontade de lê-lo.
    A história parece trágica e envolvente. Curto livros assim.

    Beijooos!
    Vivendo em Livros

    ResponderExcluir