23 março 2015

Clube da Liga #2 - A Playlist da Minha Vida - Leila Sales


Resenha por: Ana Zuky
Título:A Playlist da Minha Vida
Autor(a): Leila Sales
Editora:Globo Livros
Gênero: Romance
Páginas: 312
Ano:2014
Compare e Compre: Buscapé
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: A Playlist da Minha Vida - Elise Dembowski nunca foi popular na escola. Ninguém conversava com ela na hora do intervalo nem a convidava para sair no fim de semana. Pior. Ninguém jamais se interessou em saber o que tanto a ela escutava em seu iPod: playlists com o melhor da música pop, único território em que Elise se sente confortável e confiante.Diante de seu desajuste em relação à maioria, a adolescente tenta de tudo – inclusive a mais radical das saídas, felizmente sem sucesso. No auge de seu solitário desespero, o acaso a leva até a porta de uma balada noturna, via de acesso para um mundo completamente novo, cheio de som e diversão, no qual sua veneração por música funciona como senha para inclusão em um inédito círculo de amizades.As festas noturnas do Start – o melhor clube underground do mundo – tornam-se o lugar onde a felicidade, a aceitação social e até o amor são possíveis para Elise. Não demora muito para que um misterioso bullying eletrônico e a habilidade da garota como DJ coloquem em confronto este universo com a dura realidade cotidiana.A playlist da minha vida é uma vibrante fábula pop que lida com temas recorrentes nas obras contemporâneas para jovens: exclusão, invasão de privacidade, resgate de autoestima e muita trilha sonora. Escrito pela americana Leila Sales, o livro se ambienta em dois cenários: o escolar, com sua dinâmica de poder juvenil baseada em “popularidade”, e o da cena noturna, em que adolescentes ensaiam seus primeiros voos para uma existência adulta.

Resenha: A Playlist da minha vida, da autora Leila Sales e publicado pela Globo Livros, foi a escolha do Clube da Liga para este mês de março. Foi este livro que levou a Liga discutir sobre o tema abordado, Bullying, e como este preconceito pode afetar as pessoas e as levar a tomar atitudes com ações nada agradáveis, além das consequências que marcam para o resto da vida.
O livro retrata o cotidiano de uma adolescente americana que sofre de bullying. A apresentação é feita em primeira pessoa por Elise, que conta quando ela está em um projeto de mudança de roupas e atitudes, achando ser a melhor solução que pode ou não mudar sua vida e, assim, ser reconhecida no meio das populares, deixando de lado “a estranha”, como é chamada. Seu projeto, infelizmente, não foi o que ela esperava, mesmo sabendo que não seria esta mudança a repaginá-la. Contudo, como qualquer outro projeto, ela foi até o fim, o que acabou levando-a a tomar uma atitude: tentar o suicídio. Isso não a ajudou na sua atual situação, só a complicou. Porém esta atitude foi o que a levou para o caminho que a apresentou para pessoas que se tornariam significativas em sua vida. Elise conheceu a paixão em Char e, com ele, também aprenderia a discotecar. Através da música, ela redescobre a si e ao mundo, abrindo seu horizonte e enxergando mais do que apenas aquilo que chamava de vida.

De forma simples, até clichê, Leila Sales nos envolve no mundo de Elise, apresentando uma adolescente que é normal, mas a sua inteligência e forma de vestir a exclui das panelinhas na escola, como as populares, legais e “normais”, mostrando como isso pode ser prejudicial, levando pessoas, como a personagem Elise, a fazer e tomar atitudes nada agradáveis, como a ideia do suicídio. Contudo, além dos percalços, Leila, mostra como a vida pode ser diferente a partir do momento que aprendemos a nos aceitar como somos.
Porém, mesmo a leitura tendo fluido muito bem, tenho ressalvas. O livro tem um início maravilhoso que prende o leitor, além de muita música, mas senti que a questão do bullying não foi muito bem trabalhada e explorada, e ainda que não seja, foi tratada como um assunto normal. A família de Elise não se importava com ela e mal a conhecia, o que colabora para piorar seu comportamento.
Então, o bullying, a família relapsa e a depressão que leva a pessoa a fazer o que não quer, são temas que fazem diferença na hora de debater uma leitura, principalmente por abordar temas que afetam grande parte dos adolescentes.
Em suma, a leitura aborda um tema pesado mas trabalhado de forma leve, deixando-a muito boa e divertida, além de nos faz lembrar de uma época muito boa, a descoberta da paixão, assim como o amor pela musica (o que nunca mudou, até hoje) e até dos pais chatos :p
Leitura mais do que indicada.

A playlist de Elise:
Wonderwall - Oasis
Here It Comes - The Stone Roses
Unloveable - The Smiths
Dancing In The Dark - Bruce Springsteen
This Charming Man - The Smiths
Get Me Away From Here - I'm Dying; Belle and Sebastian
Born Slippy (NUXX) - Underworld
Come On Eileen - Dexys Midnight Runners
Whoo! Alright - Yeah... Uh Huh. - The Rapture
La Familia - Mirah
Age Of Consent - New Order
How Soon Is Now? - The Smiths
All My Friends - LCD Soundsystem
Baba O'riley - The Who
I Saw Her in the Anti War Demonstration - Jens Lekman
Lived in Bars - Cat Power
Once in a Lifetime - Wolfsheim
Mis-Shapes - Pulp
You! Me! Dancing! - Los Campesinos!
You Can’t Always Get What You Want - The Rolling Stones

Bônus:
Girls and Boys - Blur
Temptation - New Order
A Letter to Elise-  The Cure
A Quick One, While He’s Away - The Who
It's the End of the World as We Know It (and I Feel Fine) - R.E.M.

Gostou do livro? Então venha participar da promoção, que três leitores, sortudos, ganharam.

Regras:
- Comentar na resenha de um dos blogs participantes;
- Ter endereço de entrega em território nacional;
- A promoção começa dia 23/03 e termina dia 19/04;
- Perfis fakes ou criados exclusivamente para promoções serão desclassificados;
- O sorteado receberá um e-mail e terá 48 horas para respondê-lo. Caso não seja respondido será feito um novo sorteio;
- O livro será enviado em até 30 dias após o recebimento dos dados;
- Não nos responsabilizamos por danos, eventual extravio ou problemas com os Correios, nem por um segundo envio em caso de devolução por erro nos dados informados ou impossibilidade na entrega.

a Rafflecopter giveaway

Boa Sorte!


O "Clube do Livro da Liga" é formado por amigos que resolveram arriscar uma leitura coletiva e se surpreenderam com a interação que foi proporcionada. Temos muitos gostos e ideias em comum, além de muitas discussões e risadas. Ninguém nunca irá nos entender, ainda bem.Os blogs: Arquivo Passional Entre Palcos e Livros | Este Já Li | Leitora Viciada | Leituras da Paty | Livros e Chocolate Mais que Livros | Meus Livros, Meu Mundo Meus Livros Preciosos | MoonLight Books | Prazer, me chamo Livro | SA Revista | Segredo entre Amigas | Seguindo o Coelho Branco | Todas as Coisas do Meu Mundo

Gostou? Então Curta e nos ajude ♥

Entrevista com Josh Malerman, autor da Caixa de Passaros
Tentação sem Limites - Abby Glines
Para Sir Philip com Amor - Julia Quinn
Louco por Você - Jasinda Wilder

10 comentários:

  1. Oii.
    Quanta música hein?!?!
    Achei o livro bacana por abordar o bullying como tema, talvez faltou trabalhar melhor, mas é bacana ter livros assim para os adolescentes.
    Não me interessei por ele, mas vou anotar a dica por questão de curiosidade.

    Beijos ;*
    Proseando com uma BibliophileFacebook

    ResponderExcluir
  2. Aninha, eu gostei muito dessa leitura. Pra mim foi melhor do que a nossa leitura anterior.
    Como você disse os temas mesmo que complexos, foram abordados de forma leve, e a leitura ficou muito gostosa.
    Eu adorei, de verdade!

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Nossa, to boba com a quantidade de blog que faz parte desse clube e só eu não sabia da existência de algo assim, hahahahah. Achei invrível ler as diferentes opiniões sobre o mesmo livro.
    Como já disse em outros posts sobre o livro, achei que se trataria de algo mais juvenil, e não tinha o menor interesse em ler. Porém ao ler sua resenha, e ver que seria algo com mais drama e mais reflexão fiquei curiosa pra ler.
    Adorei a resenha!
    Beijos
    www.romanceseleituras.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    apesar de tu teres dito que o livro tem uma forma clichê de ser contada (e eu ter achado a premissa muito clichê, mas muito mesmo [fora a parte do suicídio]), e eu não gostar muito de clichês, eu o leria tranquilo. É chato quando o livro é parar tratar de um tema e acaba que fica completamente raso naquilo, né?
    Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana!
    Eu li sobre esse livro em outro blog e simplesmente amei a premissa dessa história! Nunca li um livro que lide com esse universo underground da música e confesso que fiquei bem curiosa para conferir.
    Sem falar que deve deixar a gente bem nostálgica do tempo de adolescente né?

    Beijos,
    Fernanda
    http://oprazerdaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Você definiu o livro: clichê HAHAHA Infelizmente, parece que depois do BOOM de Glee da referência atual aos filmes dos anos 80 que trabalham essa ideia dos deslocados, dos loosers, virou moda fazer livros no estilo sick lit no qual um outcaster tenta suicídio, não consegue, e vê a felicidade na paixão por um cara/moça, o que a meu ver, infelizmente, passa a ser uma relação de dependência(no sentido ruim da palavra) e não uma paixão de verdade. Gostei dessa ideia do projeto sobre músicas. Que família, hein!? ¬¬

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Disse tudo Ana! Até agora nao entendo o que levou os ditos populares a excluírem a garota.
    Ela não tinha nada que se destacasse, para bom ou para ruim. Pelo menos não até a Start entrar na parada >.<
    Foi uma experiência válida para o clube - mesmo que não tenhamos discutido tanto -, mas espero que os próximos livros sejam mais alegres haha

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?

    Adorei essa ideia de reunir amigos, lerem e debaterem o mesmo livro, a interação deve ser ótima, já conhecia o livro, e fiquei bem curioso, ai como eu queria ter dinheiro para comprar todos os livros que desejo, e este está no meio de muitos outros, mesmo ele parecendo um tanto clichê com uma história remoída muitas vezes.

    Adorei a resenha, abraços,

    http://marcasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá! Eu adoro livros que relacionam a história com música. Isso já é um diferencial super positivo para mim e me deixa com vontade de conhecer a história. Esta, inclusive, trabalha com uma temática bem interessante. Pena que, como você disse, a autora não soube explorá-la muito bem. De qualquer forma, pretendo dar uma chance à leitura e conhecer também essa playlist haha Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ana.
    Adoro livros que abordam música, misturam o melhor dos dois mundos.
    Infelizmente não consegui lê-lo a tempo do clube, mas as discussões e resenhas de vocês me deixaram bem curiosa. Bullying é sempre interessante em se tratando de literatura porque desperta as nossas emoções.
    Super curti a resenha :)

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir