17 março 2015

Para Sir Phillip com Amor - Julia Quinn

Resenha por: Ana Zuky
Título:Para Sir Phillip com Amor
Serie: Os Bridgertons
Autor(a): Julia Quinn
Editora:Arqueiro
Gênero: Romance de Época / Romance
Páginas: 288
Compare e Compre: Buscapé
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Para Sir Phillip, Com Amor - Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro. 

Resenha: Para Sir Philip com Amor é o quinto livro da série os Bridgertons da autora Julia Quinn, publicado e lançado pela editora Arqueiro.
Acompanharemos neste livro a história de Eloise, quinta filha da família Bridgerton, mesmo sendo linda e extrovertida, não conseguiu, ainda, arranjar seu casamento. Não foi pela falta de pretendentes e sim, por não sentir, o que era necessário para ela, o amor.
Porem, agora com 28 anos, que para época do livro (XIX) é considerada solteirona, o que não era empecilho a ela, mas, logo que sua melhor amiga e companheira na solteirice casou-se com seu irmão, começa a pensar diferente e sente a pressão de não ter se casado e o medo de ficar sozinha a atinge.
Contudo, tudo isso pode estar prestes a mudar, pois ao saber do falecimento de sua prima distante, Marina, ela resolve mandar suas condolências ao recente viúvo Phillip Crane, que se surpreende com a chegada da carta. Mesmo não se lembrando de algum Bridgerton que possa ter conhecido, decidi responder a carta de Eloise, a partir deste momento, durante um ano, eles trocam correspondências ate que chega uma carta de Sir Phillip à Eloise propondo para ela ir a Romney Hall, onde possam se conhecer pessoalmente e caso se deem bem, arranjar o casamento entre eles.
Mesmo estando absorta com o convite, Eloise acaba partindo para Romney Hall, na esperança de encontrar lá, o que não foi possível durante tantos anos debutando em Londres.

Julia Quinn parece ter uma receita pronta para seus romances, com personagens muito cativos, inteligentes, situações engraçadas e no mesmo tempo com uma leveza que leva leitores aos suspiros. Porem, ela adora nos surpreender com um ingrediente extra o que faz cada livro seu, ser único e marcante. Aqui ela apresenta novos personagens marcantes alem de presentear com a presença de todos os Bridgertons anteriores, o que chega ao êxtase de emoções.
Nas leituras anteriores Eloise foi apresentada como personagem secundário sem nada muito profundo, mas não deixou de ter importância para nos levar ate aqui, onde é possível conhece-la a fundo e descobrir todos seus segredos e a pessoa quem ela realmente é. Eloise pode parecer uma “solteirona” convicta por fora, mas logo é possível conhecer a mulher frágil que deseja, anseia o amor. Sensível seria uma palavra apropriada a esta personagem, mas não se engane na sensibilidade dela, pois fala pelos cotovelos o que vem a mente e quando coloca algo na cabeça vai ate o fim, sem medo do que possa acontecer. Personagem criada de forma espetacular, deixando a leitura mais atraente e engraçada.
Phillip Crane foi o personagem criado para dar aquele ar de mistério, que instiga você a buscar por mais informações sobre ele. Ele é enigmático, podendo parecer no inicio arrogante e mesquinho, contudo, ao descobrir a razão de tudo pelo que passou, será impossível não sentir por ele ternura e compaixão.

Julia Quinn prepara aos leitores uma dose de angustia, ao incluir na historia duas crianças que farão parte do drama entre Eloise e Sir Phillip. Uma jogada inteligente da parte dela, afervorando sentimentos que farão toda diferença, o que me levou a favoritar este livro.
Diagramação simples, acompanhada de folhas amarelas e fontes em tamanho proporcional, e sua revisão esta impecável. Capa trabalhada seguindo o padrão das anteriores da série, com uma modelo e cenário lembrando a época em que se passa a história.

Narrado em terceira pessoa, será possível viajar séculos atrás e deslumbrar da história de duas pessoas diferentes com personalidades distintas, tendo eles que superar seus medos e dores para quem sabe, finalmente, encontrar o caminho do verdadeiro sentimento, o amor.
Leitura recomendadíssima!

19 comentários:

  1. é ótimo ver os romances históricos ganhando força! era um segmento que estava abandonado! fico contente em ver tantos comentários bons! é claro que eu quero ler! esta é a minha autora favorita e a série está arrasando
    Quando der, de uma passada no blog, adorarei sua visitinha!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ana lindona eu aqui na correia para acompanhar a série e a cada resenha sua me pergunto por que não li antes, como fã do gênero, adoro a escrita da Julia e a forma que cativa com seus protagonistas, nesse livro essa troca de cartas antes de se conhecerem é bem interessante, nos deixando curiosa com o encontro frente a frente, colocar as crianças na trama sempre aguça nossas emoções. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Essa série é tão ♥
    Adoro romances históricos e só leio elogios dessa autora! Minha expectativa é tanta que tenho até medo de ler kkk
    Preciso dar um jeito de comprá-los e arrumar um tempo para ler todos *-*
    Parece cheio de emoção e acredito que vou me pegar dando muitos suspiros e me divertindo com os mosmentos engraçados também haha

    Beijos ;*
    Proseando com uma BibliophileFacebook

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Acho que sou o único blogueiro que ainda não leu nada da Julia, sério, vejo resenhas e mais resenhas dos livros dela nos blogs e só eu que ainda não li. Vi algumas resenhas sobre esse livro e as opiniões são bem divididas, algumas pessoas, como você, amaram a história e aquela sensação de estar no passado, com toda aquela troca de cartas e cortejo, já outras pessoas não curtiram esse lance das cartas não, acharam meio exagerado o cara propor um possível casamento sem nem ter conhecido pessoalmente a guria, tipo, vai que ela tá careca e sem os dentes O_O Naquela época não tinha prótese não HAHAHAHAHA Gosto de livros com diagramação simples, mas acho que livros de época tinham que ter um quê a mais.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. To com o matheus nunca li nada da julia, mas não é por falta de curiosidade sabe.
    cara eu gosto de livros de época, ma as vezes me irrito com as situações, sou moderna demais pra certas coisas haha. no mais esse lance deles decidirem se conhecer pessoalmente me lembra esse lance das escura da internet. e se ele fosse algum maluco sei lá?
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Eu tô louca pra ler, Ana! Parei no 3, ainda preciso compro o Colin pra conhecer a história de Eloise. Na verdade, sei muito pouco sobre ela porque, como era bem mais nova, quase não aparecia nas histórias anteriores. Acho legal a Julia dar essa variada com um viúvo e crianças diversificando a trama. Mal posso esperar!
    PS: Morrendo com o comentário do Matheus. kkkkkkkkkkkk
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Oi! Tudo bem?
    Os livros da Julia Quinn são todos um amor né? <3
    Amei esse livro, e toda a questão do cortejo por cartas, que é completamente de acordo com a época e deixou o livro ainda mais fofo! Não é o meu livro favorito da série, mas não deixa de ser bom!
    Beijos
    www.romanceseleituras.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, preciso desesperadamente ler algo da Julia. Adoro romance e adoro histórias de época. Toda vez que vejo uma resenha fico me perguntando por que ainda não li. Gosto quando os livros vão variando o protagonista mas os demais continuam presentes na história.
    Beijos
    Porão da Liesel
    Fan page

    ResponderExcluir
  9. Oi! Tudo bem?

    Ah! Puxa, acredita que até hoje só li o primeiro livro dessa série da Julia? Curti a leitura, mas estou tão atrasada com os exemplares posteriores que até desanimo.

    Porém, gostei da resenha e de saber que esse volume parece ser tão bom quanto o que eu li. Talvez até mais interessante e... aff, agora preciso dar um jeito de lê-lo! Hahuhauahu.

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana!!
    Todo mundo está falando dessa série de livros, não vejo a hora de começar a ler!!
    Já comprei o primeiro volume, agora vou entrar também no mundo da Julia Quinn!!

    Beijos,
    Fernanda
    http://oprazerdaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ana.
    Amo a escrita da Julia, ela transforma a trama num piscar de olhos e deixa o livro emocionante a cada página.
    Realmente, ela tem uma dose de tensão para cada livro e transforma histórias que poderiam ser parecidas em coisas completamente diferentes.
    Amei a forma como ela trouxe o drama para esse livro como em nenhum outro, além das crianças que fizeram uma diferença e tanto.
    Adorei sua resenha.

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana.
    Eu adoro a Julia, e acompanha a série dos Bridgertons, ela segue uma fórmula e consegue combinar perfeitamente os elementos de seus romances sem deixá-los com cara de mais do mesmo.
    Porém dentre todos os livros dessa série, esse foi o que achei mais fraco, corriqueiro em algumas partes e arrastado em outras, e o principal não senti química entre o casal.
    Mas é claro que sendo um livro da Julia Quinn, consegui encontrar as minhas características preferidas de seus romances históricos e a leitura fluiu, e com certeza a presença das crianças foi o diferencial dessa trama.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  13. Ain. a série já está tão adiantada e eu ainda nem li o primeiro!!
    Ouvi muitas opiniões diversas sobre esse livro, mas todos concordam com uma coisa: não tem como não amar Julia Quinn! Esse negocio de envolver crianças sempre mexe com a gente né? Não sabia que tinha isso. =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  14. Ah como não amar os livros da Julia Quinn?
    Impossível!!!
    Esse é o único que ainda não li da série, mas ele está na fila de próximas aquisições rsrs
    Como uma apaixonada por cartas literárias, algo me diz que vou gostar e muito do livro e do casal.
    Ansiosa para ter meu exemplar <3

    Adorei!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Toda vez que vejo uma resenha dos livros da Julia Quinn me dou um puxão de orelha mental hahaha, nunca li nada dela, mesmo adorando o gênero.
    Acho que ainda não vi uma resenha negativa, o que me deixa ainda mais ansiosa!
    Adorei a sua resesenha.

    Beijos ♥
    Livros e blablablá – http://www.livroseblablabla.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá... Ana, tudo bem??

    Adorei a resenha... eu tenho uma vontade enorme de começar a ler essa série... além do fato de ser um belo romance histórico a qual eu gosto muito.... a sua resenha me levou par o tempo das correspondências... onde elas eram extremamente importantes e traziam mais realidade em nossas vidas... receber cartas pelo menos pra mim eram momentos importantes e felizes porque quando maior ela era, mais feliz eu me sentia... eu imaginava a pessoa sentada escrevendo, pensando no que e dizer e esse livro me fez ter essas lembranças boas... fiquei muito mais interessada em ler... ainda mais que a mocinha sai para ir ao encontro de sua possível felicidade... Adorei... Xero!

    ResponderExcluir
  17. Olá Ana, essa serie já esta faz um tempão na minha lista de desejados *--* e a capa resenha que vejo de um dos livro só fico com mais vontade de lê-la <3 Adorei sua resenha.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  18. Oi Ana, tudo bem? Ainda não li nada da Julia Quinn, mas tantos falam tão bem dela que acho que vou ler em breve. Acho muito legal essa histórias das cartas e gosto muito de crianças nos livros, elas trazem uma leveza e uma doçura que são ótimos.

    Beijinhos,

    Rafa // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  19. Oi Aninha, sua linda, tudo bem?
    Eu acompanho suas resenhas dessa série, mas achei essa tão cheia de amor, tão cheia de sentimentos. Você me fez me apaixonar por ela. Mesmo que ela seja forte, e tente se convencer que não se importa em ficar solteira, acho que no fundo, não se trata disso, sempre se trata de querermos um amor!!!! Se você falou que depois vamos entender as razões dele, então, tudo bem. Porque a princípio, achei que o que ele fez foi frio, foi muito práticos.
    Não vejo a hora de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir