11 abril 2016

Minha Vida Mora ao Lado - Huntley Fitzpatrick

Resenha por: Ana Zuky
Título: Minha Vida Mora ao Lado
Autor(a): Huntley Fitzpatrick
Editora: Valentina  
Gênero: Romance / Drama
Paginas: 320
Ano: 2015
Compare e Compre: Buscapé
Adicione: Skoob
Nota:
Sinopse: Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e...Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?
Minha Vida Mora ao Lado da autora Huntley Fitzpatrick, lançado pela editora Valentina, retrata a vida de Samantha Reed, uma jovem garota de 17 anos, cuja a vida é cheia regras imposta pela mãe controladora, cheia de manias, com TOC de limpeza e, está concorrendo as eleições para deputada. E por isso, exige de Sam, o mais decoroso estilo de vida.

Aos 7 anos de idade Samantha e sua irmão, mais velha, Tracy, estão fazendo tarefas designadas pela mãe no quintal, quando uma família bem numerosa e bastante barulhenta, os Garrets, acabam de se mudar para casa ao lado. Os considerando encrencas, a Sr. Reed proíbe as meninas de qualquer aproximação com eles.
Os anos passam e Samantha, secretamente observa seus vizinhos, encontrando neles o conforto. Pois os Garrets são tudo que sua mãe odeia, bagunceiros, não seguem as regras da sociedade, ao menos as regras que Sra. Reed acha certa.... Mas apesar disso, eles demonstram a quem deseja ver, o afeto, carinho e respeito que eles sentem um pelo outro, o que despertou certa inveja em Sam, já que sua mãe, a tão rígida e fria, nunca, nem mesmo as escondidas, mostra o que sente por ela e por sua irmã.
Certo dia, quando espionava os vizinhos, Samantha, é surpreendida por uma visita inusitada, Jase, o terceiro filho mais velho dos Garrets, aparece na varanda. Sam, sabe que eles são proibidos, mas consegue sentir nele o que tanto procurava, uma amizade que aos poucos começa a despertar neles sentimentos mais forte, os levando ao romance doce e inocente. Mas algo sério acontece e ela se vê diante de tudo que é contra ao que foi ensinado a ela. Escolhas difíceis ela terá que fazer, mas dependendo da escolha, uma pode prejudicar sua família e a outra pode destruir seu relacionamento com Jase. Contudo, ela terá que escolher e não será fácil.

A autora, mesmo contando a história de Sam em primeira pessoa, o que poderia causar um conflito juvenil, ao menos é o que esperamos, ela não se prendeu somente a essa questão, ela decidiu se aprofundar e mostrar aos leitores o drama de todos os personagens, mesmo que fictício, pode acontecer, nos tornando um espectador vivo.

A família Garret, passa por toda a trama um preconceito que, realmente, acontece. Sobre serem uma família numerosa, com 8 filhos, por todo quanto é canto sofrem represarias e fazem parte de fofocas internas, como: Não conhecerem métodos para evitar gravidez, sobre como sustentar uma família tão grande, entre outros comentários. Mas diante disso, eles não deixam se abater e mostram os quão felizes são com ou sem dificuldades. O importante é que se amam e sempre estarão ali para um apoiar o outro. Mostrando o verdadeiro valor da família.

Adiante a autora mostra que as aparecias enganam, como as dos irmãos Nan, melhor amiga de Sam, que ao decorrer da trama descobrimos o pior dela, e Tim, que está acabando com sua vida com bebidas e drogas, mas que sofre uma reviravolta digna de aplausos.

Sem sair do contexto, temos agora a Sra. Reed, que se apaixonada por um cara que desperta desconfiança, e acaba tendo atitudes contrarias que ela mostra inicialmente. Levando nossa pequena Sam, e nós leitores, ao dilema difícil.

Tracy, irmã de Sam, consegue desvincular das artimanhas de sua mãe e consegue viver o que deseja. Mostrando a sua irmã, Samantha, que é possível desagarrar. Mesmo não sendo bem abordada, gostei bastante de Tracy.

Sam, mesmo sendo jovem, mostra o quanto é madura, esforçada, determinada e humilde. Mesmo tendo uma mãe, quase deputada, nunca teve privilégios e sempre teve que lutar pelas suas conquistas. Jase, é o típico bad-boy das histórias, mas ao contrário dos muitos que conhecemos nos romances, ele é o que mais ajuda em casa, quem cuida dos pequenos quando a mãe e pai precisam, e o faz tudo. Um menino responsável que, também, corre atrás de seus objetivos, como treinar duro para conseguir uma bolsa na faculdade.

Sem muito enrolação de forma pratica, leve e encantadora, Huntley Fitzpatrick nos leva para conhecer os dramas jovens, mas também seus encantos e sonhos. Se entregue, e assim como eu, se apaixone. Leitura, super, recomendada!


5 comentários:

  1. Gostei muito da premissa do livro.
    Acho que Jase me conquistou só por suas palavras.
    Gostam de histórias que mostram jovens descobrindo a vida e principalmente lutando por ela.
    Mega curiosa para saber a escolha/decisão da Sam.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. Ooi
    Primeiramente, que capa linda!❤
    E o conteúdo também parece ser ótimo, chamou minha atenção. E já que está indicado vou até anotar o nome aqui.
    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, não conhecia essa obra e adorei a dica.
    Não sou muito fã de romance, mas acho que esse eu adoraria ler.

    Gostei bastante da capa também!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  4. apesar de não ser meu estilo de leitura, acho que a rama é bem estruturada. para o público mais jovem o livro deve ser interessante...
    mas não sei te dizer se encarava a leitura, ainda mais tendo tantos outros títulos na lista... =T

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Esse livro está na minha listinha mas ainda não tive oportunidade de realizar a leitura, gostei muito da sinopse, e ao ler a sua resenha a vontade de ler voltou. Adoro livros com essa premissa de famílias, amizades e romances. Achei interessante e quero conferir em breve!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir